Dia frio, coração quente 

Ontem foi inaugurada a ciclovia da Avenida Paulista em SP. Acompanhei tudo pela web. Praticamente não saí de casa pois não queria perder nada da cobertura. Foi lindo e espantoso ver como SP pode se transformar (se já não é) o farol brasileiro no quesito humanização da cidade. A faixa vermelha de quase 3 km bem que podia ser um tapete vermelho em homenagem a todas as pessoas que deram seu suor e sangue para que ela fosse concreta. O prefeito Fernando Haddad foi pedalando como uma pessoa qualquer. Esse é poder da bicicleta numa sociedade em que o medo e o terror (principalmente propagados pela TV) fazem as pessoas correrem para uma caixa blindada enquanto perdem a chance de deixar o que realmente é valioso nesse universo: um planeta às futuras gerações..

Hoje o frio em BH me fez usar meu blazer de tweed. Pra lembrar que preciso me manter quente assim como meu coração batendo e bombeando sangue para dar forças as minhas pernas. Isso é viver. Que SP inspire muitos belorizontinos a não se contentar com apenas 70 km de ciclovias.

Fotos: Jocasta Luiza  
      

Anúncios

Um comentário sobre “Dia frio, coração quente 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s