Sem volta 

Independente do que aconteça em Belo Horizonte com relação à promoção do uso da bicicleta eu continuarei usando a minha. As vezes eu penso que essa mudança de paradigma, de uma cidade voltada apenas para quem usa carro, pode não acontecer porque as pessoas já estão tão condicionadas a se sentirem “nuas” se não tirarem os automoveis das garagens ou achando que 1 km de distância é algo para atleta que não enxergam a bicicleta ou até mesmo as pernas, como possibilidade de se deslocar. 

Mas há esperanças. Hoje pedalando pela Andradas e subindo a Guajajaras não tomei nenhuma fina. Até mesmo os motoristas de ônibus me ultrapassaram a uma distância segura. Quando cheguei na Rua da Bahia desci e atravessei andando na faixa como manda a legislação. Mesmo quando estou com pressa passo por fora da faixa ou quando há poucas pessoas vou bem devagar. Pedalando já estou mais rápido do que de carro ou ônibus então para quê a pressa? 

   
 

Anúncios

2 comentários sobre “Sem volta 

  1. Nesse fim de semana aqui em SP foi a inauguração da ciclovia da Av. Paulista! Agora além da ciclovia, aos domingos eles querem que a Paulista fique inteira fechada (ou parcialmente) para todo mundo andar de bicicleta. Em alguns lugares de SP acho super válido a ciclovia, mesmo que eu não faça uso da bicicleta e mesmo que eu queira é inviável aonde eu moro, mas aqui em SP os gastos que estamos tento com faixas para bicicleta esta algo absurdo, até em lugares meio que impossível ver alguém passeando com elas.
    Mas acho super valido a conscientização, mudar os hábitos. Vamos ver como vai ser essa novela.

    Bom, aguardo sua visita em “My House”… Falando em casa, estou lançando Haüs Of Hottër! 🙂
    Passa lá para saber sobre essa novidade! Bom dia!
    HuG!
    http://www.andrehotter.com

    • André fechar a paulista faz parte de uma estratégia mundial adotada por varias cidades que estão implantando avenidas e ruas de lazer para que as pessoas possam usar o próprio corpo e deixar os carros em casa. Os efeitos em todos os ligares implantados foram surpreendentes. Aqui temos no Rio, Salvador, Bogotá etc. A avenida fechada atende as crianças, idosos, em patins, skate, bicicleta, a pé, correndo etc. Ná próxima vez que fecharem as avenida dê uma volta nela para sentir o que está acontecendo lá. Sobre o uso das bicicletas é bom rever um pouco a história da avenida. O que os ciclistas querem é um espaço seguro e de volta pois a avenida se tornou um lugar de velocidade e mortes. Aguarde e você verá. Aliás! Comece a pedalar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s