Jardineira tendência 

Quando muda a estação eu gosto de olhar as vitrines e coleções das lojas para ter ideias de looks.  Outro dia dei uma passadinha numa magazine pra ver o que estão preparando para o outono inverno masculino e me deparei com varias jardineiras. Como já postei aqui no blog as jardineiras estão com tudo.

  Achei muito legal mas quando fui olhar o preço…200 pilas.

Comprei a minha tão barata num brechó que fico com dor no coração, pra não dizer no bolso, de pagar esse valor em outra. Hoje resolvi usar a minha jardineira novamente. Eu acho tão divertido usa-la. Parece que volto um pouco a infância!.  Acho que é uma peça muito relacionada e uma das melhores épocas da nossas vidas.

Fotos Jojô


  

Anúncios

Amarelo a cor da amizade

Dizem que o amarelo é a cor da amizade. O amarelo me deu sorte então. Encontrei minha querida amiga  Marcia Cruz. Sempre que nos encontramos fazemos uma especies de terapia da amizade. Renovamos nossos votos de amor eternos. 

Eu tirei algumas foto dela e ela também   

  E o amarelo está aqui registrado pelo colega de lutas Kerison Lopes 

   

  

  

  

Conheça-te 

Seu primeiro melhor amigo precisa ser você mesmo. Quando os gregos criaram a máxima “Conhece-te a ti mesmo” mostram um pouco do significado de refletir sobre nós mesmos. 

As decepções com as pessoas às vezes acontecem porque nos deixamos levar pela encantadora máscara da falsa amizade. Da mesma forma negamos a oportunidade a aqueles que aparentemente não são amigos mas quando precisamos são os primeiros a estender as mãos. Tratar todos da forma que gostaríamos de ser tratados é o verdadeiro exercício para a alma e do autoconhecimento. 

Eu creio que se vestir é uma dessas dimensões de autoconhecimento. Você se conhece. Conhece seu corpo. Seu gosto. Sabe o que lhe cai bem. 

   
    
   

Uma bike a menos 

Hoje atravessei a Contorno há dois quarteirões de onde um ciclista morreu na tarde dessa segunda, 04/04, na Savassi em BH. Fiquei arrasado com a notícia. Eu vou pela ciclovia tranquilo mas quando chega a hora de pegar a rua tenho medo sim. Motoristas (de ônibus principalmente) não tem noção da relação de forças. Dentro de suas armaduras de metal perdem o contato com o mundo e humanidade. Mas não deixo que o medo me impeça de pedalar. Pedalar é vida e apesar da violência, nós ciclistas ainda somos os últimos nas estatísticas de vítimas do trânsito. Pedestres, motociclistas e até motoristas estão à frente. O que isso quer dizer? Precisamos de mais bicicletas na cidade. Precisamos tornar a cidade mais segura e mais humana. Meus pêsames aos amigos e familiares do Rodrigo (ciclista que se foi).

Na sexta faremos um protesto e provavelmente instalaremos uma gosth bike . 😔

   
    
   

Livre das coisas 

Estava refletindo sobre o trecho de um livro que ando lendo; “Quanto mais dependentes de coisas mais pobres somos”. De fato. Conheço tanta gente que tem tanta coisa mas só anda insatisfeita. Hoje apenas peguei minha camisa xadrez vicky e meu velho jeans (ambos de brechó) e saí. Foi tudo que precisei. Ademais a felicidade das coisas não são coisas. Final de semana sexy para todos. 

Fotos do querido Aluízio Figueiredo.