Bermudas contra a ditadura das calças  

Este artigo foi originalmente escrito pela Luiza Brasil que por sua vez se inspirou num outro artigo gringo que questiona a cultura da bermuda cargo por muitos homens. 

Basicamente observo que há dois tipos de bermudas que viraram “mantras” do estilo brasileiro de se vestir; as cargos e as bermudas de surfistas. Uma saída pela cidade e parece que estamos num eterno safari ou indo a praia surfar.  

Se você curte o estilo das duas bermudas ok. Mas saiba que se vestir é um gosto pessoal de construção social. Sem perceber repetimos certos padrões que se tornam inquestionáveis. Se há vários tipos de bermudas porque usar somente uma ou duas?

Não se trata de dicas que visam mais uma imposição do mundinho fashion mas sim um exercício da liberdade de se abrir ao novo observando que é possível sair um pouco do óbvio e curtir os rolês sem precisar de vários bolsos (ou nenhum no caso das bermudas de surfistas). Se libertar da ditadura das calças num país tropical deveria ser questão de saúde pública, rs. 

Confira abaixo uma seleção com cinco modelos de bermudas; 
ALFAIATARIA: é o tipo mais clássico. Podem ser justas ou um pouco mais folgadas. É possível fazê-las a parti de calças sociais. Esse tipo de bermuda apesar da informalidade, é perfeita para  visuais mais clássicos, que envolvam elementos como o blazer, camisaria e malhas. Dá um ar de sofisticação ao homem. 



CHINO: a versão mais informal da alfaiataria e facilmente encontrada em várias lojas de departamento. Pode ser o curinga da sua gaveta. É provável que você tenha alguma no seu guarda-roupa. Essa bermuda fica ótima com camisas de botão com manga longa, batas, pólos, camisas jeans, t-shirts… ela pode ser uma parceira e tanto para os dias de calor.



JEANS: todo mundo tem uma bermuda jeans em casa subutilizada. Essa peça que na verdade já é um clássico, é a mais despojada e versátil dentre as bermudas. Indispensável em viagens por exemplo. É possível usá-la  com camisetas, regatas, blazer e camisas mais descontraídas. É claro que são para eventos e situações causais. Jeans e camisas florais são pares perfeitos. 




SARJA é um tecido plano que não estica. É confortável, não absorve calor e o sentido dos fios sempre é diagonal. Podem vir em tons neutros como khaki, cinza e preto mas são as coloridas e estampadas que estão fazendo sucesso.  Ficam bem com camisas de vários tipos. Com alfaiaria ganham um ar mais elegante e combinam demais com camisas jeans. Nos pés fazem uma dobradinha ótima com tênis de solados mais baixos como o Vans, mocassins e Oxfords.



OVERSIZED: talvez seja o modelo favorito dos brasileiros. A bermuda faz propostas ótimas com elementos da sportswear, como jaquetas e windreakers, ou ganha ares extremamente contemporâneos em combinação com t-shirts básicas e lisas – essenciais no guarda-roupa de homens e mulheres.



STYLEMASTERCLASS: Se o seu negócio é ousar explore modelos mais curtos, que remetem aos shorts dos 70’s, além de jardineiras ou opções ultra estampadas.   No começo pode parecer estranho então comece usando as bermudas em visuais em casa ou pelo bairro. Depois vá acrescentando outros acessórios e migrando para outras aéreas. 

Seja livre e se inspire nas produções abaixo; 

 

Agora vamos voltar às cargos e as bermudas de surfistas. O que fazer com elas? Doar, vender? Claro que você não fará isso. Aqui vai alguns exemplos de como usá-las. 


Já com as bermudas para surfistas também é possível inovar. 

Anúncios

Um comentário sobre “Bermudas contra a ditadura das calças  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s