Todo dia é dia de se amar

O mercado inventou o dia dos namorados. A igreja acrescentou santo. A grande questão é que hoje é somente mais um dia onde o AMOR deve prevalecer. Ele começa por nós mesmos!. Se amar é a primeira parte do processo de compartilhar a vida. Se amar nos protege de relacionamentos abusivos e nos dá paz pois quando encontramos outro amor ele soma. O que usamos reflete um pouco desse amor  próprio. Ao invés de se vestir para os outros façamos por nós mesmos primeiro. 

Beijos no coração e não esqueçam; amar a si e não unicamente a si mas primeiramente a si. Axé.

Fotos Jojô

Roupa para festa 

Hoje cheguei no trabalho e uma amiga me perguntou se eu ia a alguma festa. Respondi que todo dia é uma festa se amanhecemos bem! Rs. Mas fiquei pensando sobre isso. Eu realmente não entendo porque as pessoas se arrumam para festas onde irão dançar pular e ficarem todos desarrumados logo em seguida e para o dia-a-dia andarem à toa. Em casamentos e formatura as pessoas “capricham” no visual. Tiram fotos. Fazem mil concessões e depois abandonam tudo em brechós! Rararara.

A verdade é que se você tem um estilo é óbvio que sua vida elegante não vai se resumir a festas. Você será a festa. É por isso que hoje, um dia cinza, frio e calmo, resolvi que era um dia também festivo. Axé. 

Sem explicações 

Lí outro dia que a parcela de pessoas felizes com sua aparência é assustadoramente pequena. Há uma industria que se alimenta do auto martírio. Segundo os especialistas um dos motivos dessa baixa autoestima é o excesso de foco no que a pessoa considera ruim em si. Essa percepção de “defeitos” são acentuados pela industria dos padrões. o mesmo se aplica ao que usamos. Estar feliz com o que se usa é parte desse processo. Quantas vezes você se arrumou e um detalhe ou uma peça te fez repensar todo o look? Pois hoje resolvi que queria usar tênis e saí de casa assim;   Seja você seu padrão e não dê explicações.

Maio 

Caiu a tarde e lembrei de um trecho do poema: 

“Eu nada te peço a ti, tarde de maio, senão que continues, no tempo e fora dele, irreversível…” Tarde de Maio – Carlos Drummond de Andrade.

Hoje peguei minha dobrável e precisei ir a três lugares no meu tempo, do meu jeito. 

Fotos Jocasta Luiza 

Quando estou na bike quem carrega a bolsa é ela. Rs 

Pedalando de Mocassim 

O mocassim é considerado o queridinho do minimalismo no dress code masculino.  Segundo estudiosos o calçado surgiu com as tribos indígenas norte-americanas que o confeccionavam com couro (tanto o sapato quanto o solado) e sem salto.  Assim como nas tribos o mocassim caiu no gosto popular e hoje é um clássico que nunca saí de moda e com uma variedade grande de sapatos.  Apesar disso há sempre quem torça o nariz para os mocassins. Há até memes “zoando” alguns homens que escolhem o calçado e blogs e mais blogs explicando como usar um caçado tão simples e versátil.

O mocassim é um calçado prático e e usar sem meias não tem mistério algum. Eu uso bastante, adoro pedalar com ele pois não preciso ficar amarrando cadarços e para sentir a grama ou o piso basta tirá-lo por alguns minutos. Acho elegante, casual e fica bem com diversos looks. Poucos sapatos tem esse status.