Tesouros de Brechó

Um tempo atrás achei essa bolsa em um brechó e julguei que era um alforje. De imediato peguei pois achei bonita estava barata. (40 reais). Depois descobri que foi criada para o exercito suíço na década de 40.

Anos depois vasculhando a internet descobri toda sua potencialidade.

Se chama “Swiss Haversack” e se originou na segunda guerra quando os soldados usavam mochilas para transportar 3 a 4 dias de rações e suprimentos extras. Esse modelo foi criado para que soldados suíços (da década de 1940 a 80)  carregassem junto a si rações de pão. Medindo 25  x 25 cm e x 10 cm de profundidade, é feita de lona resistente, couro de sela, rebites de metal e pregos, e ostenta uma capa de vinil macia para proteção contra chuva. Os pontos de tensão são costurados duplamente. A marca do fabricante está estampada na bracelete de couro que prende a lona ao revestimento externo. Minha bolsa foi feita na década de 60.

Itens  militares em brechó são excelentes opções. Eles são baratos e feitos para durar. Mesmo itens muito usados ​​têm vida neles.

Esse tipo de bolsa vai fora da mochila grande e  permite que você acesse itens essenciais sem tirar a mochila. É especialmente útil  para a coleta de recursos enquanto inspeciona o território ou faz caminhadas diárias.

No meu caso uso bastante em minha bike dobrável para ir ao mercado comprar pão, bebidas etc ou coletar frutas em pedais urbanos. Além disso ela combina demais com o visual retrô da minha Brommie.

E você já achou algum tesouro nessas visitas a brechó? Conte aqui.

Fonte:
https://survivalsherpa.wordpress.com/2014/04/28/a-swiss-army-bread-bag-as-a-common-mans-haversack/

Anúncios

Trabalhado no linho

Duas peças que garimpei em brechó e que me caíram como uma luva: calça de linho azul e bata também de linho verde água. O linho sempre me acompanha no verão estação que começa nesta semana. Acho confortável e o amarrotado tem um charme que gosto.

A calça jeans branca eu ajustei nas pernas que estavam bem largas. Na verdade como estou costurando jeans eu ando aprendendo a ajustar minhas calças. Já sei mexer nas pernas, fazer bainha se quiser. Isso ampliou bastante meu leque na hora de escolher algo num brechó. Eu sei se a peça dá ajuste por exemplo. Mesmo estando um número maior.

Nesse final de ano não vou comprar nada novo. Tenho uma viagem (dos sonhos) no final de janeiro é preciso concentrar esforço$. Rs. Axé e Feliz Natal!