Jardineira 

A jardineira ou macacāo fez muito sucesso na década de 90 e há alguns verōes foi resgatada. Hoje é uma peça desejada por muitos. Eu só tive na infância por isso tracei a meta de também ter o meu. O problema eram os preços! Nāo saia por menos de 200 reais um macacāo decente. Porém como sou garimpeiro master de brechós: um dia achei este por módicos R$10,00 (oh my god!) e provavelmente ele veio direto da decada de 90! Acho que acertei na compra. Dificil mesmo foi acertar o look. Pesquisei bastante e esta foi minha primeira versāo ao usar essa peça clássica. 

   
   

Você tambem tem um macacāo? Aqui alguns looks para te ajudar. 

   
         

Anúncios

Pausa 

Na música a Pausa é um intervalo de silêncio em uma peça. No quotidiano frenético do mundo contemporâneo ocidental; é um diamante. Quando foi que na urgência de chegar você parou em algum lugar apenas para contemplar e mudar o ritmo da jornada? Quando estou pedalando faço essas pausas. Eu não quero disputar a velocidade com ninguém. Sigo meu ritmo principalmente na ciclovia. Na pausa que faço as vezes em bancos públicos e praças me recomponho e sempre descubro um novo detalhe ou começo uma prosa descontraída. Hoje com o dia nublado e o clima mais frio, deu até para usar um casaco. 

Por mais pausas no dia-a-dia.   
A pausa para um cafezin é sagrado em Minas.     

 

Sexta Sofisticada  

Outro dia o  Marcos Gomes, um bem sucedido executivo em SP e também ciclista relatou que foi destratado pelo visual de “ciclista esportivo” quando chegou em sua bicicleta a um prédio comercial em que trabalhava. Leia aqui o caso dele.  

O caso do Marcos me lembrou quantas vezes fui maltratado pelo julgamento apressado de uma sociedade hipócrita em que nós vivemos. Segundo uma pesquisa que li outro dia em apenas 7 segundos uma pessoa faz uma leitura das outras apenas pelo visual e jeito. 

Hoje adoro observar a confusão das pessoas em tentar me enquadrar. 

Sexta sexy.    
     

Cor de Ferugem 

O minério está presente em toda cidade. Eu particularmente adoro os monumentos nessa cor ferrugem. Se tem uma coisa que identifica BH na minha ótica é esse tom de ferro envelhecido. Embora a cidade seja jovem, essa cor me remete a uma base antiga saída das entranhas da terra. As pessoas me perguntam: porque sua bicicleta possui apenas um lado com fita? As coisas aparentemente “inacabadas” deixam as pessoas confusas. É claro que a fita de uma lado apenas é o meu toque de design a aparência da bici. Deixei apenas um lado, o mesmo com a manete do freio, para manter a pegada firme quando preciso dele. As bicicletas são itens de design e que reflete o estilo do dono. Eu sempre escolho acessórios que de certa forma valorizem o estilo da bici. As minhas seguem essa regra: sempre deixarei-as mais bonitas, além de praticas. 

  

Luvas Jamaica 

Hoje vim numa cadência bem parecida ao som do reggae na cabeça. Deve ter sido as luvas que comprei de crochê e cujas cores me lembraram a Jamaica. Na minha infância eu tinha um vizinho que escutava muito Edson Gomes e Jimmy Cliff – me recordei do início da música que mais me deixava feliz: “Reggae night. We come together when the feelin’s right”. Quando acordava e a escutava eu sabia que meu dia seria fabuloso.

Pedalar com chapéu na fixa é um desafio e tanto. Mas como já disse aqui ele ajuda a controlar a velocidade sem segurar a emoção.

  Comprei as luvas na Intertrilhas. Lá já vi luvas em couro de pelica da Giro por 250,00. Estas de crochê e couro estão por 59. Luvas são importantes. Recomendo. 
    Depois que deixo a bici e faço minha caminhada e as pessoas nunca imaginam que pedalei. 

   

  Charllote ganhou filtro amarelo no farol e ficou ainda mais linda.