As roupas são nossas eternas fantasias

O carnaval é uma explosão de cores e estilos e muitas pessoas não percebem que é exatamente por ser um período de livre expressão corporal  e poderem se fantasiar do jeito que querem, que torna a festa lúdica, feliz e única. Se as pessoas compreendessem que toda roupa é na verdade uma fantasia, na medida que ela cobre tudo aquilo que somos naturalmente então ao fim do carnaval se vestir não seria um martírio pois todos os dias é preciso se “fantasiar”.

Roupa é uma forma de se expressar. Em meu recente mochilão por parte da europa (escreverei mais sobre isso em breve) vi como o velho continente ainda é engessado pelas regras que eles mesmo criaram. Mas sempre há aqueles que se apropriam dessa linguagem e são mais felizes. Um deles é o vovô Günther Krabbenhoft!.  Ele tem mais de cerca de 70 anos, mora em Berlim e se veste de forma única.

follow-the-colours-vovo-estiloso-berlin-alemanha-Gunther-Krabbenhoft-01

“Eu acho que eu me visto normal.  Sempre me vesti e visto assim. Quando eu vou para o trabalho, quando eu vou fazer exercícios. Porque eu quero olhar para mim com alegria. Minhas roupas sempre são um reflexo do meu eu interior”,  Krabbenhoft disse em entrevista a um site.

Uma das coisas que adorei nele, e que me identifico muito, é que ele usa  looks clássicos mas geralmente com detalhes modernos. Além disso esse vovô alemão mostra que não é a idade que determina como devemos nos mostrar ao mundo.

 

As mulheres tem muitos exemplos de pessoas que dominam essa linguagem e se divertem. Que sirva de inspiração a muitos!

Anúncios

Estilização Fixie

Depois de seis meses usando resolvi customizar um pouco minha FiX da Caixa. Afinal já há muitos “clones” na rua e acho que precisava dar esse tapinha no vizu. Comprei uma roda nova (Red). Cortei duas estórias de um HQ da Marvel Comics e colei no quadro usando cola branca que depois também foi um pouco diluída para virar um verniz. Aproveite para trocar o pedal e selim (ambos da minha FiX One Charllote, que vai ganhar um pedal melhor). Fiquei feliz com o resultado. Bicicleta também pode se vestir! Rs. 
   
    
    
   

Dia de Massa, dia de bermuda.

Hoje é dia de Massa Crítica. Centenas de pessoas  saem às ruas de várias cidades pelo mundo reivindicando o espaço urbano que atualmente é tomados por carros. Eu só pensei na praticidade de sair do trabalho e me juntar a Massa.

copia2

Foto: Daiana Souza

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Foto Daiana Souza

Sexta é dia de leveza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Sempre-vivas. Foto Gil Sotero

Camisa por dentro de bermudas é fácil aderir. Veja algumas inspirações para compor o seu look. 

31b2e915b080995e840532478adac810 47dd22006c0367a76360e6642440831c 90fce0e0c85aa90e24363e4a5b9a7451 bc766b07066c3d9ca6b03fa36481b37d

Desacelere

Hoje é sexta de feriadão em BH. Como sempre as pessoas lotam as ruas de automóveis, ficam estressadas e impacientes correndo para tudo. Engraçado que o termo desacelerar é sempre usado para a pessoa parar de correr e apreciar mais a vida. Então por quê não tirar o pé do acelerador e andar no tempo das pernas? Para combater esse espírito de stress pré-feriadão três coisas me ajudam a atrair boas energias e evocar a simplicidade: bermuda, minha bicicleta bege e as plantas.
IMG_7233.JPG

IMG_7240.JPG
Sempre que vou buscar plantas escolho um jeito que seja prático, bonito e elegante. Hoje foi essa bolsa feita de palha de bananeira.

IMG_7267.JPG
E quando os pedestres passam eu sigo. Os motoristas até esperam a minha bici atravessar e por um segundo eu sinto que eles tiraram o pé do acelerador.

IMG_7318.JPG

IMG_7324.JPG

IMG_7328.JPG

IMG_7300.JPG

IMG_7332.JPG